CREMELLO

Autor: ABQM

O Cremello aparecerá quase branco, com a crina e cauda sendo da mesma cor do corpo.

Em alguns cavalos, a crina e cauda podem aparecer um pouco mais escuras e tem no cobre um pouco de luz ou de cor laranja, com as pernas com coloração semelhante. Isso seria muito provavelmente considerado um Perlino que é geneticamente diferente do Cremello.

A cor da pele parece muito leve, quase rosado, e não tem a pigmentação mais escura acinzentada encontra-se na cor da pele das cores de outro cavalo. É possível para o Cremello ter "verdadeira marcas brancas "no rosto e nas pernas. Os olhos azuis são sempre pálidos.

Cremello carrega duas cópias do gene DILUIÇÃO CREME e duas cópias do gene vermelho. A pelagem Cremello é uma DUPLA DE CREME DILUÍDO. Como PALOMINO, Cremello "começa" geneticamente como um alazão ou castanho. Uma cópia do CREME DE DILUIÇÃO passado pela mãe nos dá a PALOMINO. Duas cópias do CREME DE DILUIÇÃO nos dão a Cremello. A Cremello não carrega o gene preto independentemente de filiação.

O potro Cremello recebe uma cópia da diluição creme de cada um dos pais, mas existem exceções.

Cremello cruzado com alazão ou castanho renderá Palomino cem por cento do prazo garantido.

Cremello cruzado com BAIO deve render um baio, lembrando que a pelagem Baía passa o gene preto em forma de pontos negros.

Cremello cruzados com qualquer outra cor vai render um Cremello.


Fonte: www.abqm.com.br