APRUMOS DOS EQUINOS

Autor: Dr Marcelo Maia

Entende-se por aprumos a exata direção que têm os membros, com relação ao solo, de modo que o peso corporal do cavalo seja regularmente distribuido sobre cada um daqueles membros.

O equilibrio do cavalo é verificado sempre que uma vertical baixada de seu centro de gravidade cai dentro da base de sustentação, espaço este limitado pelas linhas que ligam as extremidades inferiores dos membros.

Quando os membros são irregularmente aprumados, os pés sofrem ruína prematura e, prejudicam os andamentos e diminuem a resistência do animal.

Para se avaliar corretamente o aprumo do cavalo, o animal deve estar em estação, sobre um terreno plano e horizontal  e com o apoio completo dos membros formando um paralelogramo retangular.

 

APRUMOS REGULARES

PERFIL - Deverá partir da articulação escápulo-umeral, na sua porção mais anterior e descer paralelamente ao membro, tocando o solo a cerca de 10 cm à frente da pinça do casco. Tirada do centro de sustentação da espádua sobre os membros anteriores, passar pelo meio do braço e tocar o solo pelo meio do casco como se o dividisse lateralmente em dois. (figura acima).

FRENTE - Esta linha é uma vertical baixada da ponta da espádua ao solo. Dividir teoricamente o joelho, a canela, a quartela e o casco em partes iguais.

 

?

VISTO DE PERFIL -baixada da ponta da nádega, tangenciando o jarrete, tocar o solo atrás dos talões. Baixada da soldra, toca o solo a cerca de 10 cm adiante do casco. É a linha baixada da articulação coxo-femural, quepassa pelo centro da perna e toca o solo, dividindo o casco pelo meio.

VISTO DE TRÁS - baixada da ponta da nádega ao solo e dividir, a partir do jarrete, as regiões ao meio, ficando entre os cascos uma distância igual a largura destes.

 

APRUMOS ANORMAIS

?

 

BIBLIOGRAFIA
Lúcia Helena Salvetti De Cicco - Diretora de Conteúdo e Editora Chefe
Millen, Eduardo - Guia do Técnico Agropecuário "Veterinária e Zootecnia"
Instituto Campineiro de Ensino Agrícola, 1984
Edwarads, Elwyn Hartley - Horse
A Dorling-Kindersley Book - 1993
Santos, Ricardo de Figueiredo - Eqüideocultura
J. M. Varela Editores, 1981
Camargo, Ruy de Arruda - Doma e Adestramento do Cavalo
Id«cone Editora Ltda, 1986
Torres, A. Di Paravicini e Jardim, Walter R. - Criação de Cavalos e outros eqüinos
Nobel, 1987

 

Fonte: www.saudeanimal.com.br